top of page

Conservação Ambiental

Protegemos e preservamos a fauna e a flora das praias, restingas, manguezais, rios e remanescentes de Mata Atlântica e acompanhamos as ocorrências reprodutivas de tartarugas marinhas no litoral.

 

Actuamos com um monitoramento intensivo na área de desova, durante a época de reprodução, que vai de setembro a março. O trabalho consiste na observação diária dos 22 km de praia para coletar os dados científicos exigidos pelo  Instituto Chico Mendes (ICMBio), que inclui: o número de ninhos encontrados, o número de ninhos com danos ou distúrbio, o número de tartarugas perdidas, o número de ovos dentro de cada ninho, o reconhecimento da espécie, o georreferenciamento (GPS), a identificação de ameaças existentes, e a gestão e proteção dos ovos para garantir a máxima sobrevivência dos filhotes até chegarem ao oceano.

José.png
DSC02449.jpg
Screen Shot 2023-08-21 at 15.08.40.png
Antonio.png

Transmitindo Conhecimento

A conservação das tartarugas marinhas está diretamente e intimamente ligada à proteção do entorno da região, por isso, a melhor forma de protegê-las é por meio de esforços de conservação abrangentes e holísticos que abranjam toda a região.

A retirada e reciclagem do lixo que chega às praias e a divulgação da sensibilizaçãoconscientização, e educação ambiental dos moradores e visitantes são fundamentais para a sobrevivência e perpetuação das tartarugas marinhas. Assim sendo, promovemos o turismo ecológico e ético de base comunitária, que estimula o senso de autorresponsabilidade, a consciência interconectada, e o respeito para a conservação da natureza.

 

Desenvolvemos também ações com o objetivo de fomentar o envolvimento direto das pessoas em suas comunidades, com actividades diversas voltadas ao cuidado com o meio ambiente, como a capacidade de gerar abundância por meio de trabalhos tradicionais. Damos especial atenção a resgatar o entusiasmo, a sensibilidade, e o interesse das gerações mais jovens - tanto provenientes do meio rural como urbano - através de programas de sensibilização ambiental, partilhando com eles práticas quotidianas e conhecimentos essenciais sobre a zona costeira, em particular tartarugas marinhas, manguezais, e restinga, para manter a qualidade de vida na região.

Screen Shot 2023-08-21 at 15.58.22.png
IMG-20190326-WA0028.jpg
Screen Shot 2023-08-21 at 15.58.44.png

No foco do nosso coração estão as populações indígenas e afrodescendentes, cuja continuidade cultural não é apenas essencial para as gerações futuras, mas merecedora do máximo respeito. Através de suas práticas, mostram como a humanidade pode conviver harmoniosamente com seu bioma. Ao longo do rio Piracanga, existe uma pequena aldeia de ascendência afroindígena, que guarda valiosos conhecimentos ancestrais e expressa forte sensibilidade ambiental. Para os moradores da aldeia Piracanga, suas habilidades manuais são apenas parte de um estilo de vida simple, interagindo e respeitando a natureza. Entre esses conhecimentos estão a extração respeitosa de produtos florestais medicinais, produção de óleo de coco com aproveitamento integral da matéria-prima, produção de óleo de palma, vassouras, sacos de piaçava, plantio sem uso de agrotóxicos e uma preciosa familiaridade com os ciclos naturais

 

Diante disso, a sede do Tartaru está sendo criada como um local seguro de troca entre a população local e visitantes, com um restaurante para gerar renda para a população local. O Sabor do Mar oferece um cardápio variado de pratos baianos. Utilizamos produtos frescos da região, hortaliças e Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) de cultivo próprio. Funciona também como um local de narração de histórias que traz à tona a sabedoria, os valores e a visão holística da população afroindígena sobre a preservação da vida.

DSC01959.jpg
Screen Shot 2023-08-21 at 14.20.20.png
Screen Shot 2023-08-21 at 14.22.29.png
Screen Shot 2023-08-21 at 14.22.55.png

Patrimonio Cultural

bottom of page